Ana Marcela conquista tetra mundial na maratona de 25 km

Nadadora brasileira é a maior medalhista da história da maratona aquática em mundiais.

 

 

SÃO PAULO – A nadadora brasileira Ana Marcela Cunha, maior medalhista da história da maratona aquática em mundiais, conquistou a medalha de ouro na disputa dos 25 km na madrugada desta sexta-feira, 19, no Mundial de Esportes Aquáticos. Na prova, disputada em Gwangju, na Coreia do Sul, a atleta completou o percurso em 5h08min03s, terminando com folga em relação às demais participantes.

Os outros destaques foram a alemã Finnia Wunram, que ficou em segundo lugar com o tempo de 5h08min11s6 e se manteve entre as quatro primeiras durante toda a prova, e a francesa Lara Grangeon, que conquistou o bronze com 5h08min21s2.

A conquista desta sexta marca o terceiro campeonato mundial seguido conquistado pela atleta. A prova dos 25 km é especial para a brasileira. Antes da disputa na Coreia do Sul, Ana Marcela havia conquistado três títulos ao nadar a prova mais longa da modalidade. Ela foi campeã em 2011 (Shangai, China), 2015 (Kazan, Rússia) e 2017 (Budapeste, Hungria).

A competição possui algumas particularidades para a baiana de Salvador. A primeira é que ela não treina especificamente para essa distância. Sua planilha de treinos é exclusiva para os 10km, prova mais importante por estar no programa olímpico. Para nadar os 25km, Ana Marcela aposta na experiência e força mental, de acordo com o seu treinador, Fernando Possenti. Outra curiosiadade é que homens e mulheres competem ao mesmo tempo, com diferença de 20 minutos entre as largadas. São distribuídas três medalhas para os primeiros colocados do masculino e outras três para as melhores no feminino.

A disputa dos 25 km foi a última de Ana Marcela no torneio. O balanço é positivo. Na terça-feira, 16, ela conquistou a medalha de ouro na prova individual dos 5 km, quando se tornou a maior medalhista da história da modalidade em Mundiais. Na quarta-feira, 17, a nadadora liderou o País na conquista do 4º lugar no revezamento misto da prova. Na prova dos 10 km, distância olímpica disputada no sábado e seu principal objetivo no torneio, ela terminou em quinto lugar, mas conseguiu a vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio no ano que vem.

Além das onze medalhas que Ana Marcela conquistou nos mundiais, ela tem um bronze em um campeonato de águas abertas, disputado em 2010, no Canadá. Essa competição, exclusiva das águas abertas, teve seis edições entre 2000 e 2010, mas foi extinta.

Fonte: Folha São Paulo
%d blogueiros gostam disto: