Exposição aos raios ultravioletas

Teresina registra alta incidência de raios ultravioletas

De acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Teresina registrou altos índices de exposição aos raios ultravioletas, nesta semana. A escala de exposição, que vai de 1 a 16 pontos, apontou nível 11 para o município. Níveis acima do registro atual, que atingiu o patamar 11 em exposição aos raios UV, são capazes de causar danos extremos à saúde das pessoas.

Ainda segundo os dados do INPE, a previsão é de que a taxa de exposição não reduza na próxima semana, podendo até mesmo subir para o nível 12, a partir de domingo. A cidade apresenta ainda uma baixa probabilidade de chuva, com temperatura mínima na faixa dos 23°C e máxima podendo atingir os 37°C, em todos os dias. Teresina se encontra ainda numa área onde o INPE pede atenção para os cuidados ao se expor ao sol

O professor de Climatologia Werton Costa explica que a situação, por mais preocupante que seja, é comum durante o período do B-R-O Bró. “A quantidade de radiação que atinge a cidade varia através das estações. No período do B-R-O Bró, o tempo seco e com altas temperaturas tem como características a pouca presença de nuvens, o que aumenta ainda mais a exposição aos raios UV, por isso os índices registrados pelo INPE estão tão elevados”, comenta o professor.

Ele ressalta ainda que existe até mesmo a possibilidade desse índice de exposição aumentar ainda mais, como mostram as previsões do instituto para os próximos dias da capital piauiense. “Caso venha a acontecer esses aumentos ainda seria algo perfeitamente natural para o período, no entanto, os cuidados com a pele e a exposição ao sol e aos raios UV precisam ser redobrados neste momento”, aponta Werton Costa.

A longa exposição aos raios UV podem causar nas pessoas o câncer de pele, queimaduras, deficiência no sistema imunológico e impactos negativos na visão. Neste momento, é necessário o uso de protetor solar todas as vezes que a pessoa for sair e óculos escuros. O ideal é que as pessoas evitem exposição ao sol nos momentos de pico.

 

Por: Meio norte

%d blogueiros gostam disto: