Mandato efetivo

B. Sá pode preparar o terno: deve assumir mandato efetivo

Por Arimatéa Carvalho

O Chapão elegeu 24 dos 30 deputados estaduais do Piauí no dia 7 de outubro e o governador Wellington Dias deve chamar pelo menos seis deles para compor o secretariado. Com isso, seis suplentes assumem mandato na Assembleia Legislativa. Mas um deles, exatamente o primeiro suplente, B. Sá, do Progressistas, deve assumir efetivamente o mandato no próximo ano, deixando a condição de suplente.

Isso porque o conselheiro Luciano Nunes, pai do ex-candidato a governador Luciano Nunes, deve se aposentar do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e abrir uma vaga a ser ocupada por parlamentar. Embora não se possa hoje apontar quem vai para o TCE, já se sabe que será um dos 24 eleitos pelo Chapão. Qualquer que seja o eleito, a vaga aberta fica pelos próximos três anos com o filho do veterano B. Sá.

Na Assembleia, um dos nomes já citados para o lugar de Luciano Nunes no TCE é o do deputado Wilson Brandão, do Progressistas, um intelectural e querido pela maioria no parlamento. A influência do governador Wellington Dias na escolha, no entanto, é muito forte e isso precisa ser levado em consideração. Ele pode indicar um nome do PT para a cobiçada vaga no Tribunal.

 

Por: Blog Primeira mão

%d blogueiros gostam disto: