Mulher teria presenciado morte de policial em Paquetá do Piauí

Policial Militar foi morto dentro do Grupamento da Policia Militar (GPM) em Paquetá do Piauí.

 

O comandante de policiamento dos Cerrados, Raimundo Rodrigues, durante entrevista ao vivo no Agora da Rede Meio Norte desta quinta-feira (11), afirmou que as investigações já foram iniciadas sobre a morte do policial militar Daniel Marcos Ferreira, morto  a tiros dentro da Delegacia do município de Paquetá do Piauí.

“Os populares viram essa pessoa [acusado] andando pela cidade e após isso foram avisar a polícia que prontamente fez o reconhecimento dessa pessoa, conduziu ela para o Grupamento da Polícia Militar da cidade (GPM). No local, por uma circunstância que ainda não sabemos informar, houve esse crime e somente a perícia poderá precisar e divulgar depois de todo um estudo para saber como tudo ocorreu”, afirmou.

Segundo o capitão, os policiais seguem em diligências para capturar o acusado que continua foragido. “Após cometer o crime, ele [acusado] fugiu para uma vegetação que fica próxima. Nós perdemos um bravo policial que já tinha 48 anos de idade, com 23 de serviços prestados para Polícia Militar e que deixou sua esposa e duas filhas universitárias”, lamentou.

O comandante explica que o policial foi morto no momento em que era preparado o lanche para os funcionários do local, sendo que no GPM da cidade, onde ocorreu o crime, só estavam a vítima, o acusado e uma mulher que  preparava o lanche e que pode ter presenciado o crime.

“No momento em que ocorreu o fato nós temos informações de que havia uma senhora dentro do recinto e que provavelmente em razão do horário, por volta das 10h da manhã, estava preparando o lanche e foi nesse exato horário que ocorreu o crime”, acrescentou.

O crime

O acusado teria aproveitado a desatenção do policial, pego a arma e desferido contra ele vários disparos. Daniel teve morte imediata no local. A Delegacia de Paquetá do Piauí foi tomada pelos moradores.

O corpo do policial ficou no local aguardando a chegada da perícia para levantar informações da cena do crime. Daniel morava em Picos e estava há pouco tempo trabalhando na cidade.

Delegacia de Paquetá do Piauí foi tomada pelos moradores
Delegacia de Paquetá do Piauí foi tomada pelos moradores
Daniel Marcos Ferreira
Daniel Marcos Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: