Renan Dal Zotto lamenta derrota em estreia na Liga das Nações: “A responsabilidade era nossa”

Técnico da seleção brasileira destaca erros em momentos importantes na derrota para a Polônia e já pensa no Irã: “O jogo mais importante sempre é o próximo”

 

Não foi por falta de aviso do próprio técnico brasileiro. A seleção da Polônia, com uma escalação cheia de reservas, venceu por 3 a 2 o Brasil na estreia da fase final da Liga das Nações em Chicago, nos Estados Unidos. O treinador Renan Dal Zotto já havia dito em entrevista antes do jogo que esperava uma Polônia forte, mesmo sem seus principais nomes em quadra. Ainda assim, depois da derrota, o técnico parecia desapontado com a derrota do Brasill, que jogou com força máxima.

– Não fizemos uma boa partida. Claro que não podemos tirar o mérito deles, mas mas sacaram muito bem. Bloqueio, defesa o tempo todo. O Brasil entrou tenso, mas a gente já sabia que seria um jogo difícil. Esse negócio “ah, veio com time alternativo”. Isso não existe, isso é para quem não entende de vôlei. Claro que a responsabilidade era nossa de vencer, mas eles fizeram um grande jogo e nós não. Vamos ver agora ponto a ponto, momento a momento e arrumar o que está errado.

O Brasil parou no poderoso bloqueio polonês, na estreia da fase final da Liga das Nações — Foto: FVIB

O Brasil parou no poderoso bloqueio polonês, na estreia da fase final da Liga das Nações — Foto: FVIB

O Brasil não começou bem contra a Polônia, perdeu o primeiro set po 25 a 23 e mesmo com alterações que melhoraram o aproveitamento da equipe, Renan não conseguiu fazer com que sua equipe controlasse o jogo. O técnico fez questão de não tratar a dificuldade que é encarar uma equipe com poucas informações sobre jogadores desconhecidos como determinante para o resultado.

– Buscar aquele algo mais de cada um e preciso ver tecnicamente o que precisa ser feito, mudanças. Não eram jogadores familiares, a gente conhecia algumas tendências de jogo, e em momentos importantes não conseguimos fazer bem. Vamos reconstruir, tá todo mundo junto nessa barca, está todo mundo chateado com certeza, mas agora é foco total na próxima partida e buscar a vitória.

A seleçào comandada por Renan Dal Zotto terá a oportunidade de se recuperar contra o Irã, na sexta-feira — Foto: FIVB

A seleçào comandada por Renan Dal Zotto terá a oportunidade de se recuperar contra o Irã, na sexta-feira — Foto: FIVB

Como perdeu por 3 a 2, o Brasil conquistou 1 ponto na derrota para a Polônia e uma vitória contra o Irã nesta sexta-feira pode garantir o time de Dal Zotto na semiifinal da competição. O comandante brasileiro não quer que haja mais vacilos como abrir boa vantagem em um set e permitir a virada.

– Isso não pode acontecer. Principalmente no terceiro set, quando estava 16 x 12 para nós, eles rapidamente empataram, e o saque nem foi viagem, onde sofremos muito até. Mas temos que rever algumas coisas. E pensar que o jogo mais importante é sempre o próximo. Não podemos permitir que isso aconteça novamente – disse Renan.

Fonte: GE

%d blogueiros gostam disto: