Arimateia Azevedo

Celular de jornalista tem conversas bombásticas com autoridades do Piauí.

Exclusivo: Na manhã desta segunda-feira, 15 de junho, imprensa informa que o celular do jornalista Arimateia Azevedo, preso na última sexta-feira, junto com o professor da UESPI, Francisco Barreto, acusados do crime de extorsão contra um médico, que foi apreendido pela Polícia Civil do Piauí já foi desbloqueado e teve todas as suas conversas salvas em três plataformas por segurança.

Segundo Ieldyson Vasconcelos (MN), sua fonte o garantiu que o jornalista não apagava nenhuma conversa desde 2015. “São conversas bombásticas que serão divulgadas durante a semana e vai mexer com muitas autoridades de vários poderes do Piauí”, afirmou no programa.

De acordo com informações, em uma dessas conversas, o jornalista arquitetava para acabar com a vida de uma pessoa colocando um homicídio em sua autoria e recebia como resposta o áudio de uma autoridade do Estado vibrando.

Ainda segundo informações, todo o crime de extorsão foi filmado pela polícia, que tem como prova as ligações e os encontros.

Phbcity.com