Cruzeiro poupa titulares, tem “apagão” e fica mais perto do Z-4 que do G-6

Equipe fica mais longe da briga por vaga na Libertadores, mas, pensando em sequência complicada, deixa de fora principais jogadores contra a Ponte Preta

or um lado, foi positivo. Por outro, não. A estratégia de poupar quase todos os titulares contra a Ponte Preta fez com que os principais jogadores do Cruzeiro ganhassem um “respiro” na sequência de partidas, mas fez com que a equipe entrasse toda desestruturada em Campinas e voltasse a ter um apagão, sintoma comum na maioria das partidas da Raposa no Brasileiro. Resultado: derrota por 1 a 0 para a Ponte Preta, queda de três posições e posição mais próxima do Z-4 do que do G-6.

Dos titulares, apenas Fábio não foi poupado. Apesar da derrota, o goleiro foi pouco exigido. Já o ataque, formado por Ábila e Rafael Marques, com o auxílio de Élber e Rafinha, foi pouco efetivo durante toda a partida, finalizando duas vezes apenas ao gol de Aranha – ambas no segundo tempo. No primeiro, o Cruzeiro sequer chutou ao gol.

A etapa, aliás, foi de um novo apagão da equipe, que já havia sofrido com o mesmo problema nas partidas contra Santos e Atlético-GO (conquistou as vitórias com gols no segundo tempo e com mais volume de jogo), além de Corinthians e Grêmio, por exemplo, em que o time melhorou na segunda etapa e teve chances de vencer.

O fato também aconteceu em Campinas. O Cruzeiro teve mais volume com as entradas de Romero, Sobis e Sassá, chegando a ficar perto do empate, mas não foi o bastante para impedir a terceira rodada seguida sem vitória. Já havia perdido para o Corinthians por 1 a 0 e empatado com o Grêmio por 3 a 3.

A conquista de apenas um ponto em nove possíveis fez a Raposa cair mais três posições na tabela, agora na 11ª colocação do Brasileiro. Agora, está mais perto do Z-4 que do G-6. O Cruzeiro está distante dois pontos do Sport, primeiro dentro da zona do rebaixamento, e a três do Fluminense, último integrante do G-6.

 Ponto positivo

Fica de positivo que o Cruzeiro descansa a maioria de seus titulares para semanas que prometem ser de muita emoção. Os principais jogadores do time têm agora o jogo contra o Coritiba, domingo, no Mineirão. Depois, será o primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil, contra o Palmeiras, na capital paulista. Na sequência, tem o clássico com o Atlético-MG, no Independência. Por último, o jogo da volta contra o Palmeiras, mas, desta vez, no Mineirão.

Fonte: ge

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *