Inaugurado na Uespi o Núcleo de Formação em Energias Renováveis e Telecomunicações do Piauí

Viviane Moura, idealizadora do projeto para a Uespi, disse que o núcleo é um dos mais modernos e equipados do Brasil

 

 

 

 

 

 

 

Foi inaugurado nesta quarta-feira, dia 23, na Universidade Estadual do Piauí, o Núcleo de Formação em Energias Renováveis do Piauí e Telecomunicações (Nufperpi) que vai contribuir com a capacitação profissional, o desenvolvimento sustentável e a qualidade de vida dos piauienses a partir da geração e aplicação do conhecimento científico e tecnológico em energias limpas.

O núcleo é resultado de uma colaboração entre a Superintendência de Parcerias e Concessões do Piauí (Suparc-PI), a Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e as concessionárias das PPPs de Energias Limpas e Piauí Conectado.

Viviane Moura, que coordena o projeto e participou da inauguração, disse que o Núcleo vai promover a qualificação profissional dos estudantes da Uespi, facilitando o ingresso no mercado de trabalho. Ela explicou que a ação foi possível por causa dos projetos sociais, que são contrapartidas das concessionárias da PPP de Miniusinas de Energia Solar Fotovoltaica em municípios piauienses e da PPP Piauí Conectado.

“Este núcleo inaugurado na Uespi é um dos mais modernos e equipados com tecnologia de ponta do Brasil. Um dos princípios da Suparc é trabalhar com aspectos sociais voltados para comunidade, por isso a criação do Núcleo é uma grande oportunidade de desenvolver pesquisas que contribuam com a melhoria de vida dos piauienses, além de oferecer de qualificação em um setor de rápido desenvolvimento no estado, mas que ainda possui pouca mão de obra especializada”, disse Viviane Moura.

Os cursos e a programação de atividades do Núcleo serão lançados na inauguração, mas até o momento já estão confirmados os cursos de Introdução a Sistemas Fotovoltaicos e o de Sistema de Bombeamento com Energia Solar. Ambos serão na modalidade híbrida, em respeito aos decretos de funcionamento dos órgãos devido à pandemia da Covid-19, e terão aulas teóricas e práticas. Os cursos possuem carga horária de 60 horas e emitirão certificados.

Os laboratórios fazem parte da política de contrapartida social das concessionárias de serviços públicos do Programa de PPP Piauí e os alunos beneficiados comemoram o compromisso do projeto com a transformação de vidas por meio da educação.

“Minha expectativa em relação aos laboratórios do Nufperpi é positiva, pois é uma oportunidade de colocarmos em prática todo o conhecimento adquirido durante a formação também ofertada pelo núcleo. Isso é muito satisfatório para mim porque vou desenvolver habilidades a serem implementadas no mercado de trabalho e vamos transformar vidas, que é o propósito desse grande projeto”, destaca Hizadora Lima, estudante de Engenharia Elétrica da Uespi.

O projeto do núcleo tem salas multiuso para a capacitação profissional a partir de uma estrutura compacta de baixo custo. O laboratório foi estruturado com equipamentos modernos e de alta qualidade, que só são encontrados em outros países.

O Nufperpi contempla o Programa de Extensão em Tecnologias e Sistemas de Energias Renováveis, que irá ofertar incialmente dois cursos: Eletricista – Nível Básico para atuação em tensão de 220V, e Sistema de Bombeamento Solar – Introdução ao sistema de bombeamento solar para poço tubular e irrigação.

Conta também com o Programa de Formação em Tecnologias e Sistemas de Telecomunicação, que já ofertou os cursos de Gestão de Projetos, e em breve irá disponibilizar o curso em Sistema de Comunicação. Todos os cursos irão emitir certificados e serão na modalidade presencial, com conteúdos teóricos e práticos. Nos cursos de energia, o pré-requisito mínimo é ter 18 anos e ensino fundamental.

A Piauí Conectado vai oferecer ao Nufperpi estrutura para pesquisa e qualificação remota através da internet banda larga da PPP. Serão utilizadas salas multiuso para a capacitação profissional levando em conta a valorização do meio ambiente e a capacitação de alunos e população das áreas que receberão as miniusinas, através de plataformas de estudo remoto. Essas informações serão disponibilizadas a partir de uma estrutura compacta de baixo custo. Os laboratórios fazem parte da política de contrapartida social efetivada pelas concessionárias de serviços públicos do Programa de PPP Piauí.

 

 

 

 

 

 

 

 

Por: Portal Piauí.com

%d blogueiros gostam disto: