Lesões tiram Gabi e Juciely do Grand Prix, e Zé Roberto fecha lista do Brasil

Léia pede dispensa, e seleção brasileira mantém time campeão em Montreux

Ao comando do técnico José Roberto Guimarães, as jogadoras da seleção brasileira treinavam no Centro de Treinamento Sportville, em Barueri, nesta manhã. Três ausências chamavam a atenção no grupo que se prepara para o Grand Prix de vôlei depois de conquistar o hepta do torneio de Montreux. Gabi Guimarães, Juciely e Léia, que estiveram na Olimpíada do Rio de Janeiro, não vão estar à disposição de Zé Roberto para a competição internacional, entre 7 de julho e 6 de agosto.

– A Léia pediu dispensa por problemas pessoais. Juciely passou por uma artroscopia no joelho e deve voltar no final de julho ou em agosto, mas deve ainda participar do ano com a gente. A Gabi está tentando um tratamento para que não opere o joelho, mas o caso dela não é muito simples. A gente sente muito a falta dessas jogadoras – disse o técnico.

Com lesão no joelho, Gabi tenta tratamento para evitar cirurgia (Foto: Marlon Falcão/inovafoto)

Com lesão no joelho, Gabi tenta tratamento para evitar cirurgia (Foto: Marlon Falcão/inovafoto)

Inicialmente, Gabi estava convocada para a disputa de Montreux, mas foi poupada para tratar um problema no tendão patelar, no joelho. Havia a expectativa por um retorno no Grand Prix, mas a comissão técnica brasileira não vai arriscar um retorno precoce da ponteira aos jogos, na esperança de contar com ela em futuras competições, como o Sul-Americano, em agosto, na Colômbia.

– Diante dessa perspectiva de poder operar, não podíamos colocar a Gabi dentro da lista. Ela não teria condição de jogo. Ela já terminou todas as aplicações que iria fazer. Agora tem de retomar o trabalho. Tem que ser um trabalho bem feio e gradativo. Não pode ser já para jogar, porque ela pode ter uma regressiva. É melhor deixar ela se condicionar melhor para depois tentar contar com ela no Sul-Americano – explicou Zé Roberto.

Zé Roberto Guimarães vai comandar 17 jogadoras no Grand Prix (Foto: Leandro Martins/MPIX/CBV)

Zé Roberto Guimarães vai comandar 17 jogadoras no Grand Prix (Foto: Leandro Martins/MPIX/CBV)

Sem o trio que esteve na Olimpíada, o Brasil fechou a lista para o Grand Prix com 17 jogadoras (veja a lista abaixo), basicamente o mesmo time que foi campeão do torneio de Montreux, com os reforços da oposta Monique e da levantadora Macris. As campeãs olímpicas Natália, Tandara e Adenízia dão o tom de experiência em um grupo cheio de novatas. Ponteira no Osasco, Gabi Souza, a Gabiru, vai ser testada novamente como líbero.

– Ela está se desenvolvendo bem, já se adaptando à posição. Ela teve a chance de entrar em Montreux e agora vai participar mais desses jogos para realmente se sentir como líbero, mas está sendo uma boa adaptação – avaliou Zé Roberto.

Antes de viajar para a Turquia para a primeira fase do Grand Prix, o Brasil tem dois amistosos contra a Polônia. No dia 27 de junho, o duelo será em Belo Horizonte, no Mineirinho. Dois dias depois, as equipes voltam a jogar em São Paulo, no Ibirapuera.

As convocadas do Brasil para o Grand Prix
Levantadoras: Roberta, Naiane e Macris
Líberos: Suelen e Gabi
Centrais: Bia, Adenízia, Carol e Mara
Opostas: Tandara e Monique
Ponteira: Natália, Rosamaria, Drussyla, Amanda, Edinara e Fernanda Tomé

Fonte: GE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: