Libertadores 2021 – Jogos de Hoje 13 de Julho/21

Boca Juniors x Atlético-MG.

Partida que abre os confrontos de ida das oitavas de final da Libertadores será nesta terça-feira, em Buenos Aires.

 

 

Boca Juniors e Atlético-MG abrem as oitavas de final da Libertadores 2021. Os dois times se enfrentam nesta terça-feira, às 19h15 (de Brasília), na Bombonera, em Buenos Aires

O duelo de volta está marcado para o dia 20, no Mineirão, em Belo Horizonte, decidindo quem avança para as quartas de final da competição. Há a regra de gol marcado fora de casa ser critério de desempate no mata-mata. Quem passar, pegará o vencedor de River Plate x Argentinos Juniors

O Atlético viajou para a Argentina no domingo à noite, com duas novidades na lista de relacionados: Dodô e Nacho Fernández, recuperados de lesão. Fica a expectativa de o argentino ser reaproveitado por Cuca, já que é peça-chave do time. O Galo está embalado com quatro vitórias seguidas no Brasileiro, além de ter sido o melhor time da fase de grupos da Libertadores, com 16 pontos somados.

Já o Boca Juniors vem de pré-temporada. Fará, contra o Galo, o primeiro jogo oficial desde a eliminação para o Racing, na Copa da Liga Argentina, ainda em maio. O técnico Miguel Ángel Russo recebeu alguns reforços, mas teve nove baixas, entre elas, o goleiro Andrada, o lateral Buffarini e os atacantes Tévez, Zárate e Ábila. Os Xeneizes foram segundo lugar no grupo C, com 10 pontos, três a menos que o Barcelona do Equador.

Boca Juniors – técnico: Miguel Ángel Russo

O Boca terá uma dupla de zaga forte, formada por Izquierdoz (iria para a Olimpíadas de Tóquio) e Rojo, de passagem longa pelo Man Utd. No ataque, Sebástian Villa e Pavón terão a companhoa de Norberto Briasco, atacante que foi contratado recentemente junto ao Huracán. Há atletas pouco experientes nas laterais, e um meio de campo reformulado. As baixas de última hora são Cardona e Fabra, da seleção colombiana, que estão no país natal.

Provável escalação do Boca: Rossi; Weigandt, Izquierdoz, Rojo e Sández; Rolón, Medina e González; Villa, Pavón e Briasco

Quem está fora: Frank Fabra e Edwin Cardona (em viagem à Colômbia), Almendra (lesão), Salvio (lesão)

Atlético – técnico: Cuca

O técnico Cuca levou Nacho Fernández e Dodô para a viagem, mas deve seguir com Junior Alonso na lateral esquerda, assim como foi usado contra o América-MG. No meio de campo, Allan voltará, e, provavelmente, Nacho estará no banco. Com isso, o mais provável é que Hyoran seja usado no meio, caindo pela esquerda. Uma outra opção é Cuca escalar Dodô, mas com a mesma linha de três zagueiros, liberado o lateral (e Mariano). O Galo poderá voltar a contar com Eduardo Vargas, após ele se recuperar de edema na panturrilha. É mais uma opção ofensiva

Provável escalação: Everson; Mariano, Igor Rabello, Réver e Junior Alonso; Allan, Tchê Tchê, Zaracho e Hyoran (Nacho ou Dodô); Savarino e Hulk

Quem está fora: Keno, Alan Franco, Marrony e Rafael (lesões), Nathan (problema intestinal) e Guilherme Arana (seleção olímpica)

  • Árbitro: Andres Rojas (COL)
  • Assistente 1: Milciades Saldivar (PAR)
  • Assistente 2: Eduardo Cardozo (PAR)
  • VAR: Derlis Lopez (PAR)

Transmissão: Fox Sports.

São Paulo x Racing

São Paulo recebe o Racing nesta terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no Morumbi, em jogo de ida das oitavas de final da Libertadores.

As duas equipes se enfrentaram na fase de grupos do torneio, com um empate sem gols em Avellaneda e vitória do Racing no Morumbi por 1 a 0. Os argentinos acabaram na primeira posição do grupo, com o São Paulo uma colocação abaixo.

Desde que jogou contra o Racing pela última vez, em 18 de maio, o São Paulo passou por diferentes emoções. Primeiro, venceu o Paulista e encerrou um jejum de oito anos sem títulos. Depois, teve início complicado no Brasileiro, em que chegou a estar na zona de rebaixamento.

Nesse período, o Racing passou a maior parte do tempo de férias – não joga desde derrota para o Colón na final da Copa da Liga Argentina, a quase 40 dias.

Nas oitavas de final da Libertadores, o gol marcado fora de casa é critério de desempate. Se houver igualdade no fim do segundo jogo – marcado para o dia 20, na Argentina –, a decisão será nos pênaltis.

Nesta fase, também, a Libertadores passa a contar com o VAR, que não esteve disponível antes das oitavas.

São Paulo – técnico: Hernán Crespo

O São Paulo encara o Racing com um pouco de pressão. Foram duas vitórias seguidas no Brasileiro que tiraram o time da zona de rebaixamento do torneio. Em campo, Crespo ainda terá problemas. Miranda, Rigoni e Luciano, com lesões musculares, não treinaram nesta semana e dificilmente poderão jogar. Bruno Alves está suspenso, e Daniel Alves passou a integrar a seleção brasileira que vai disputar as Olimpíadas em Tóquio.

Desfalques: Miranda, Rigoni e Luciano (lesionados), Daniel Alves (Seleção olímpica) e Bruno Alves (suspenso).

Racing – técnico: Juan Antonio Pizzi

O Racing entrou em férias pouco depois do fim da fase de grupos da Libertadores. Jogou e perdeu a final da Copa da Liga Argentina para o Colón. Depois disso, não fez jogos oficiais. Segundo a imprensa argentina, Pizzi deve montar um time semelhante ao que venceu o São Paulo no Morumbi em maio.

Desfalques: não tem.

  • Árbitro: Jhon Ospina (COL)
  • Assistente 1: Alexander Guzman (COL)
  • Assistente 2: John Leon (COL)
  • Quarto árbitro: Wilmar Roldan (COL)
  • VAR: Julio Bascuñan (CHI)

 

Transmissão: SBT e Fox Sports

Fonte: G1

%d blogueiros gostam disto: