Morre Maria da Inglaterra

A cultura do Piauí perdeu um ícone e ficou, a partir de agora, menos alegre. A compositora Maria da Inglaterra morreu, aos 81 anos, no Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

 

 

 

 

A cultura do Piauí perdeu um ícone e ficou, a partir de agora, menos alegre. A compositora Maria da Inglaterra morreu, aos 81 anos, no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). A informação foi confirmada pela assessoria do hospital, na madrugada desta sexta-feira (8), e pelo produtor cultural José Dantas, amigo da família. Maria da Inglaterra estava internada desde a última segunda-feira e faleceu às 22h10 de quinta-feira, vítima de doença renal crônica aguda. Ainda não há informações sobre o velório.

No começo da semana, a compositora procurou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Satélite, Zona Leste de Teresina, com um quadro de diarreia. No posto médico, foi hidratada com soro, porém, o estado de saúde não melhorava. “Os médicos constataram que havia um problema renal e foi para o HUT. Fizeram exames e constataram que os rins estavam comprometidos. Foram fazer uma hemodiálise, mas o quadro se agravou”, relatou José Dantas, amigo e ex-empresário da artista.

Maria Luiza dos Santos e Silva virou cantora aos 26 anos. Em entrevista ao G1, em 2013, revelou ter tido uma visão, uma luz, para subir aos palcos que dizia “Maria, vamos cantar”. O chamado apareceu na janela de casa. Desse dia em diante não parou mais de cantar. Mesmo sem saber ler ou escrever, compôs mais de 2.000 músicas. “Sou uma mulher guerreira, nunca me escorei em nada. Venci tudo. Sofri fome, necessidade, junto com meu marido e meus filhos. Eu não sabia ler, andava com papel debaixo do braço para saber onde se registrava música. A vida me ensinou muita coisa, quero levar isso quando ir, se Deus quiser”, Maria da Inglaterra, em 2013.

 

 

 

 

 

 

 

Phbcity.com