Perda de olfato é sintoma mais comum do coronavírus

Depois aparecem dor de cabeça, perda do paladar e febre.

Um estudo realizado em 18 hospitais da Europa mostrou que a perda momentânea do olfato é o sintoma mais comum relacionado a pacientes da Covid-19 em estágio leve a moderado. Depois aparecem dor de cabeça, perda do paladar e febre.

Pesquisadores de universidades da Bélgica, Espanha, França e Itália acompanharam a evolução da doença em 2.013 pacientes entre 22 de março e 23 de abril segundo artigo publicado na revista científica Annals of Internal Medicine na terça-feira (26).

Entre eles, 1.754 (87,2%) tiveram algum grau de perda olfativa – 73,1% relataram não sentir cheiro algum no intervalo em que o sintoma persistiu e os outros 14,1% tiveram a perda parcial – por, em média, 8,4 dias. Em geral, o problema surgiu depois de outros sintomas da Covid-19.

Muitos também relataram dor de cabeça (70,1%), entupimento nasal (64,2%), dores musculares (61,8%), coriza (59%), tosse (58,4%), problemas com o paladar (56,4%), dor de garganta (51,6%), febre (40,6%) e outros sintomas relacionados.

Os pesquisadores concluíram que a perda do olfato pode não estar relacionada à obstrução nasal ou inflamação. “Estudos futuros são necessários para entender os mecanismos fisiopatológicos subjacentes à perda de olfato e paladar na Covid-19, incluindo possível disseminação viral através do neuroepitélio olfativo e invasão do bulbo olfativo e sistema nervoso central”, diz o artigo.

PPbcityhbcity.com

Phbcity.com