Polícia Federal prende irmã de delegado durante operação em Teresina

Operação investiga grupo suspeito de usar documentos falsos de servidores estaduais para obter empréstimos na Caixa Econômica Federal

A irmã do delegado da Polícia Civil do Piauí, Mamede Rodrigues, identificada como Elisa Amélia Rodrigues Alves Prado, de 54 anos, foi presa durante a segunda fase da Operação Margem  Livre, deflagrada pela Polícia Federal nesta terça-feira (25), em Teresina, para combater ações de um grupo suspeito de falsificar documentos para obter empréstimos consignados da Caixa Econômica Federal de forma ilegal.

Leia Mais: PF deflagra operação contra fraude em empréstimos da Caixa em Teresina

Além de Elisa Amélia, são alvos dos mandados de prisão expedidos pela 1º Vara da Justiça Federal em Teresina: Francisco de Sousa Costa, Francisco das Chagas, Rodrigues dos Santos, Maria Goret Carvalho Mascarenhas e Eveline Sucupira França

De acordo com a PF, os criminosos falsificavam documentos de servidores públicos estaduais para usar a margem consignável dos contracheques para obter os empréstimos. A operação foi batizada “Margem Livre” em referência a essa estratégia dos criminosos.

Segundo a superintendente da Polícia Federal do Piauí, delegada Mariana Calderon, os criminosos falsificavam documentos de servidores públicos estaduais para usar a margem consignável dos contracheques para obter os empréstimos.

“As investigações apontaram que essa organização criminosa tinha acesso aos contracheques de servidores públicos estaduais, fazia uma seleção daqueles que tivessem uma margem consignada maior e, com o uso de documentos falsos, obtinham junto à Caixa Econômica Federal, e em benefício dessa organização criminosa, os referidos empréstimos fraudulentos”, esclareceu.

 

PF investiga grupo que falsificava documentos de servidores públicos para obter empréstimos - Foto: Divulgação
PF investiga grupo que falsificava documentos de servidores públicos para obter empréstimos – Foto: Divulgação