Preso em Barroquinha no Ceará.

Suspeito de mandar matar empresário em Parnaíba

Crime ocorreu há dois meses. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito trabalhava com o comerciante e possuía uma procuração que o tornava responsável pela parte financeira da vítima.

Wellisson Torquato Lopes, de 32 anos, foi preso na manhã desta sexta-feira (5) suspeito de matar o dono de um comércio durante um assalto em Parnaíba, no início do mês de março.

Wellisson Lopes estava foragido e foi localizado na cidade de Barroquinha, no Ceará, dois meses após o assassinato do comerciante José Alves de Sousa.

De acordo com o delegado da Polícia Civil, João Rodrigo Luna, o acusado trabalhava com o comerciante e possuía uma procuração que o tornava responsável pela parte financeira da vítima. Foram dois meses de investigação para descobrir onde estava Wellisson.

“Ele é o autor imediato do crime e tinha uma proximidade muito grande com a vítima, pois antes de ser assassinada, a vítima chegou passar uma procuração para que ele cuidasse da parte financeira. A partir daí, ele teve acesso aos extratos bancários e começou a subtrair os valores aos poucos”, explicou o delegado.

“Com esse dinheiro ele comprou carro, moto e, a partir daí, ele se viu sem uma alternativa, a não ser matá-lo, pois uma hora ou outra a vítima ia acabar descobrindo”, completou o delegado.

Entenda o caso

José Alves de Sousa, 53 anos, estava em frente ao seu comércio, quando foi abordado por dois suspeitos. O comerciante foi morto a tiros na Avenida João Silva Filho, no bairro Piauí, em Parnaíba, após reagir ao assalto no dia 12 de março de 2020.

A Polícia Civil iniciou um processo de investigação das movimentações financeiras realizadas na conta da vítima e verificou transações realizadas para a conta de Wellison Torquato Lopes. Na época, dois menores foram apreendidos acusados de participar do assalto e de receberem dinheiro para executar o comerciante.

Phbcity.com