São Paulo sai na frente, mas cede empate ao Flu no Morumbi e se complica na tabela

Wendel e Jucilei marcaram os gols do empate em 1 a 1, em jogo movimentado e de muitas chances perdidas para ambos os lados

RESUMÃO

  • DESTAQUE
  • JOGO INTENSODois gols a partir de jogadas de bola parada, ambos aos seis minutos de cada etapa, e empate em 1 a 1 no Morumbi. São Paulo e Fluminense fizeram um jogo movimentado e se alternaram no domínio da partida, que teve grandes defesas de Renan Ribeiro, chances perdidas de ambas as partes e briga pelo resultado até o último minuto. O São Paulo começou a partida pressionando uma zaga bastante desarrumada do time de Abel Braga. Foram seis minutos até a falha que resultou no gol de Jucilei. O Fluminense retomaria o domínio ainda no primeiro tempo, mas só na etapa final chegaria ao empate no chute forte de Wendel.

     
  • DESTAQUE
  • PANORAMANo dia 3 de julho (segunda-feira), o Fluminense, agora com 15 pontos na tabela do Brasileiro, recebe a Chapecoense. O jogo deve ser no Giulitte Coutinho, em Mesquita. O São Paulo, que soma apenas 11 e está em situação ruim na tabela, enfrentará o Flamengo na Ilha do Urubu, no domingo.

     
  • DESTAQUE
  • 1º TEMPOO jogo começou bastante movimentado, e o São Paulo logo conseguiu sair na frente na bola parada aos seis minutos. Léo derrubou Marcinho na intermediária, Cueva cobrou com veneno, a zaga carioca se atrapalhou toda, e a bola chegou limpa para Denílson ajeitar para Jucilei empurrar para a rede: 1 a 0. A pressão não parou. Cueva e Marinho ainda tiveram chances, em falhas de Wendel e saída de bola errada de Júlio César.

    Mas o panorama começou a mudar dois minutos depois, com passe de Scarpa para Lucas cruzar rasteiro na área. Ninguém completou e foi marcado impedimento, mas a posição do lateral era legal. Aos 27, uma chance incrível. Após bela troca de passes, a bola chegou na direita para Richarlison cruzar na medida para Henrique Dourado. Sozinho, ele parou em Renan Ribeiro. Aos 36, foi a vez de Scarpa errar a finalização. Três minutos depois, cruzamento de Leo, finalizações à queima-roupa de Henrique Dourado e Calazans, e Renan Ribeiro apareceu muito bem mais uma vez.

     
  • DESTAQUE
  • 2º TEMPOO segundo tempo começou com o ritmo um pouco mais cadenciado, mas com o São Paulo novamente buscando pressionar nos primeiros minutos. Mas dessa vez quem conseguiu rapidamente o gol foi o time do Rio de Janeiro. Também em jogada de bola parada, também aos seis minutos, toque rápido de Scarpa para Wendel bater forte da intermediária: 1 a 1. Aos 12, quase o segundo. Scarpa recebeu na entrada da área, ajeitou e bateu. Renan Ribeiro fez mais uma grande defesa.

    O jogo continuou movimentado, mas com a marcação mais ajustada no meio de campo as chances diminuíram. Aos 26, Lucas Fernandes tentou de longe, a bola foi no canto, e Júlio César se esticou para desviar. Ele tentou de novo aos 30, mas a bola novamente saiu pela linha de fundo. O São Paulo insistia nos chutes de fora da área, enquanto o Fluminense a essa altura já se limitava a aguardar uma chance de contra-ataque.

     
  • DESTAQUE
  • PAREDÃOCueva distribuiu bem o jogo no meio de campo e de suas cobranças de faltas e escanteios saíram algumas das jogadas mais perigosas do São Paulo – e o gol de Jucilei. Mas o grande destaque  foi Renan Ribeiro. Fez pelo menos três defesas cara a cara com atacantes do Fluminense e salvou a equipe paulista.

  • DESTAQUE
  • BAGUNÇA NA COZINHAA zaga tricolor, uma das piores no Campeonato Brasileiro com 16 gols sofridos, mais uma vez falhou. E logo no início do jogo. No gol do São Paulo, a bola passou pela área sem que ninguém cortasse. A saída de bola também foi um problema constante da equipe. O ataque também deixou a desejar: foram várias chances perdidas.

  • DESTAQUE
  • PÚBLICO E RENDA17.742 torcedores
    R$ 448.293,00

     

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte: GE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: