Sem polêmica, Chape vence o Cruzeiro em jogo intenso e mantém a liderança: 2 a 0

Depois de confusão na Copa do Brasil, Chapecoense sai com três pontos em pleno Mineirão e segue líder; Cruzeiro é vaiado pela torcida ao termino do jogo

 

RESUMÃO

  • O JOGOCruzeiro e Chapecoense parecem ter esquecido a polêmica acontecida no jogo da Copa do Brasil na última quinta. Pela quarta rodada do Brasileirão, neste domingo, o Verdão dominou o jogo e venceu por 2 a 0, em pleno Mineirão. Com gols de Wellington Paulista e Douglas Grolli, ex-jogadores celestes, os catarinenses se mantiveram na liderança do Brasileirão. Raposa deixou o campo sob vaias da torcida.

  • DESTAQUE
  • PRÓXIMOS JOGOSNa próxima rodada, a Chapecoense enfrenta o Grêmio, às 21h45 (de Brasília), na Arena Condá. O compromisso da Raposa, pela 5ª rodada, será na quinta, quando encara o Bahia, às 21h, em Salvador, na Arena Fonte Nova.
     
  • DESTAQUE
  • PRIMEIRO TEMPOA primeira etapa começou com o Cruzeiro tendo o domínio da posse de bola, mas não conseguindo transformar essa soberania em arremates e lances de perigo ao gol de Jandrei. A Chapecoense fazia uma partida equilibrada, tentando aproveitar dos erros cruzeirenses. Foi em um deles que veio o primeiro gol. Aos 20, Reinaldo cobrou rápido o lateral, Seijas cruzou, e Wellington Paulista, livre de marcação, cabeceou no canto de Fábio, que não teve reação. O Cruzeiro continuou com mais de posse de bola, após o gol, mas sem criatividade e tendo dificuldades de passar pela marcação da Chape. Resultado: pouco perigo ao gol do time visitante, e placar parcial em 1 a 0.

     

  • DESTAQUE
  • SEGUNDO TEMPOMano Menezes mexeu duas vezes para o segundo tempo. Lennon e Ábila entraram nas vagas de Hudson e Rafinha, respectivamente. Mas não deu nem tempo de esboçar a reação. Com dois minutos, Luiz Antônio cobrou escanteio na área, Douglas Grolli, na primeira trave, antecipou-se a Fábio e fez o segundo. O Cruzeiro foi para cima, mas abusando das jogadas pelo alto, com quase sempre pouco perigo. No final da partida, ainda teve de ouvir vaias, concentradas a Thiago Neves, e gritos de “time sem vergonha” de parte da torcida no Mineirão.
  • DESTAQUE
  • SITUAÇÃO DA TABELAO time catarinense tem 10 pontos, mesma pontuação do Corinthians, mas leva vantagem no saldo de gols (5 contra 4). Já o Cruzeiro perdeu a invencibilidade na competição, pois vinha de duas vitórias e um empate, perdendo a chance de voltar a ser líder do Brasileirão após duas temporadas.
  • DESTAQUE
  • CONFUSÃO SUPERADAAntes do início da partida, Mano Menezes e Vagner Mancini protagonizaram uma cena bem mais bonita do que as vistas na última quinta-feira em Chapecó. Os treinadores foram ao encontro um do outro e se abraçaram na área técnica e definitivamente colocaram um ponto final em toda a polêmica.

    DESTAQUE

  • LEI DO EX

    A Chapecoense conquistou a vitória com dois gols de ex-jogadores do Cruzeiro: Wellington Paulista e Douglas Grolli. O zagueiro, inclusive, foi emprestado nesta temporada pelo clube mineiro.

    DESTAQUE

  • VAIAS

    A torcida do Cruzeiro demonstrou sua insatisfação com o time após a derrota para a Chapecoense neste domingo. A torcida vaiou a equipe em diversos momentos, inclusive na saída de campo.

     

  • Fonte: GE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: