Sobrinho de José Sarney é assassinado no MA

Diogo Sarney é irmão de Gustavo Adriano, que foi diretor do Fórum Eleitoral do Maranhão e filho de Conci Sarney.

Diogo Sarney, sobrinho do ex-Presidente da República José Sarney, foi assassinado a tiro no fim da manhã desta terça-feira (16/06), durante uma discussão de trânsito, na Lagoa da Jansen, em São Luís, no Maranhão. Com informações do O Informante.

Segundo informações, a discussão ocorreu após uma colisão envolvendo dois veículos. Após o acidente, Diogo discutiu com o motorista do outro carro, que durante a ação sacou uma arma de fogo e efetuou disparos contra a vítima. 

Até o momento o autor dos disparos não foi preso. O caso está sendo investigado, a polícia deve analisar as imagens do circuito de segurança de um bar localizado em frente ao local do acidente seguido do crime.

As circunstâncias do acidente ainda não foram identificadas. Equipes da Polícia Militar, Civil e Icrim e IML estiveram no local para os procedimentos necessários. O caso será investigado pela Superintendência Estadual de Investigação de Homicídios e Proteção a Pessoa (SHPP).

Essa não é a primeira vez que familiares do ex-presidente José Sarney são vítimas da violência. Em novembro de 2016, Mariana Costa de 33 anos, também sobrinha-neta do ex-presidente da república José Sarney, e filha do ex-deputado estadual, Sarney Neto, foi encontrada morta e com sinais de asfixia em sua residência, no Turu, em São Luís.

O autor do crime, o empresário Lucas Porto confessou ter matado a cunhada. O motivo segundo ele, teria sido que Mariana Costa não correspondia aos seus sentimentos amorosos.

De acordo com a polícia, Porto tinha marcas de arranhões no corpo e no rosto. As câmeras do prédio o mostraram saindo correndo pelas escadas do local. Lucas Porto foi preso na casa da vítima ao voltar para prestar condolências no dia do velório. A polícia estava de posse das imagens das câmeras de segurança e o reconheceu.

Segundo a polícia, as câmeras do Condomínio Garvey Park foram fundamentais para efetuar a prisão – Porto foi atuado em flagrante. Após prestar depoimento, ele foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Phbcity.com