Tasso defende que decisão do TSE sobre chapa Dilma-Temer saia ‘logo’

Tribunal retomará na semana que vem julgamento de ação que pede a cassação da chapa. Sobre eventual pedido de vista na sessão, presidente do PSDB disse que ‘adiamento não é bom’.

O presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), defendeu nesta quinta-feira (1º) que a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a chapa Dilma-Temer saia “logo”. Para o tucano, um eventual adiamento do julgamento, por meio de pedido de vista, “não é bom” para o país.

O TSE retomará na senana que vem o julgamento de uma ação, do PSDB, que pede a cassação da chapa que elegeu, em 2014, Dilma Rousseff e Michel Temer. O partido alega que a campanha vitoriosa cometeu abuso de poder político e econômico, recebeu propina e se beneficiou do esquema de corrupção que atuou na Petrobras, o que os advogados da defesa negam.

Se algum ministro da Corte entender que precisa de mais tempo para analisar o processo, pode apresentar o chamado pedido de vista, o que, na prática, adiará o julgamento da ação.

“O [eventual] adiamento não é bom, o país não pode continuar nesse suspense. O país tem que tomar decisões, para um lado para o outro, e a economia fica também parada em função dessa falta de decisões políticas. Portanto, qualquer decisão que venha, é necessário que seja logo”, afirmou Tasso Jereissati nesta quinta.

Nos bastidores, parlamentares do PSDB têm condicionado a permanência do partido na base do governo ao resultado do julgamento.

Segundo o colunista do G1 e da GloboNews Gerson Camarotti, cresce no PSDB um movimento para que, logo após o relator, ministro Herman Benjamin, apresentar o parecer sobre a chapa, o partido já anuncie se continuará ou não no governo.

O PSDB é o principal partido de sustentação do governo Temer, ao lado do PMDB. A legenda comanda, por exemplo, os ministérios das Relações Exteriores (Aloysio Nunes), das Cidades (Bruno de Araújo) e da Secretaria de Governo (Antonio Imbasashy).

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *